MARÍLIA / SP - quarta-feira, 23 de maio de 2018

FEBRE AMARELA

FEBRE AMARELA É AMEAÇA ATUAL

O grande número de doenças consideradas extintas desde o século XIX, como a febre amarela, e que agora reaparecem são um exemplo vivo da falta de interesse e investimento dos governos nas áreas de saneamento básico do país. No verão de 1889, uma grande epidemia de febre amarela matou mais de 3% da população da cidade brasileira de Campinas (SP).

A febre amarela do tipo urbana também é uma doença transmitida pela picada do mosquito Aedes Aegypti  o mesmo que dissemina a dengue e que se prolifera em recipientes que contenham água limpa ou suja. Portanto, evitar água parada agora é uma medida duplamente necessária: para controle da dengue e da febre amarela

A febre amarela do tipo silvestre é transmitida pelo mosquito Haemagogus. Outro vetor para a disseminação da moléstia é o macaco, quando picado pelo mosquito. Hoje, cerca de 500 milhões de pessoas estão expostas à doença em todo o mundo.

O período de incubação, ou seja, o tempo que a doença demora para se manifestar, varia em torno de 2 semanas. Antigamente, a febre amarela estava controlada, mas hoje em dia, com os focos da dengue, a doença voltou a ter casos urbanos, principalmente em Brasília e em Goiânia até o momento.

PREVENÇÃO

Os sintomas da doença podem variar desde dores no corpo, febre, insuficiência renal e sangramento, e serem facilmente confundidos com outras enfermidades como malária, dengue ou leptospirose.

De acordo com médicos  infectologistas, a melhor forma de prevenir a doença é a vacina gratuita – distribuída pelo Ministério da Saúde -, que pode ser aplicada nos postos de saúde, e em aeroportos ou estações rodoviárias. A vantagem da vacina aplicada nos aeroportos é o certificado para viagens internacionais. As pessoas que forem viajar para lugares em que há suspeita de focos de febre amarela devem tomar vacinas com 15 a 20 dias de antecedência. Norte e Nordeste do Brasil são as regiões que costumam apresentar mais casos da doença.

Ainda de acordo com os médicos especialistas, as pessoas que já estiverem contaminadas com a febre amarela devem procurar um médico imediatamente. Não existe tratamento específico. Pode ser que em alguns casos a solução seja o tratamento com plaquetas se o sintoma for hemorragia, e em outros pode ser que um remédio consiga conter a enfermidade.

Nota: A Medicina Tradicional Chinesa – Acupuntura, adota procedimentos da medicina preventiva, com a elevação do poder imunológico (imunidade) das pessoas que ficam mais resistentes às doenças, sobretudo às infecciosas. 

Fonte: Amba News